Achilles Delari Junior — pesquisador independente em psicologia

Contato: delari.base@gmail.com

Início

Sistematização conceitual

Traduções voluntárias

Projetos para livros

Orientação a estudos

Partilha de arquivos

Orientação a estudos

Atualizada em: 02.02.2020



Contribuições de Vigotski a práticas sociais psicoterapêuticas 

[proposta de roteiro para estudos]

Achilles Delari Junior

(2020)


1 Formulação da proposta


1.1 Motivos para a proposta


Em função do diálogo com colegas que, como eu, vêm procurando pensar novas possibilidades de interpretar e realizar práticas sociais psicoterapêuticas com base em contribuições teóricas de Vigotski, venho propor uma pauta para estudos comuns com intuito de avançar socialmente nessa discussão. Seja com duplas em diálogo comigo, ou em quaisquer articulações que os interessados venham a efetivar sozinhos, com pares, grupos ou associações. A proposta segue orientação metodológica marxiana e vigotskiana de “partirmos do geral para o específico”. Mas sem nos alongarmos indefinidamente no “geral”. Para tanto, no item “2” há um roteiro de temas, com links para textos por estudar. Os os iniciais (parte 2.1) já estão disponíveis e demais por atualizar em seguida.


1.2 Operacionalização da proposta


Quanto à operacionalização da interlocução acerca do conteúdo dos textos e sua relação com a prática social psicoterapêutica, alguém pode preferir ter datas periódicas para conversarmos por teleconferência, uma hora por encontro, um encontro a cada quinze dias. Outras pessoas podem fazer suas leituras em tempo não pré-determinado e, ao concluir cada leitura, enviarem anotações com comentários, dúvidas e críticas para mim. Às quais responderei por escrito também, de modo a dar mais flexibilidade quanto ao uso de tempo de cada parceiro na interlocução. Uma vez que o diálogo por teleconferência, demanda que ambos tenham tempo disponível exatamente no mesmo horário. 

Essa segunda modalidade de comunicação “por cartas” não é exatamente a que entendo ser a melhor, ainda que nunca haja a “perfeita”. Porque sem tom de voz, pausas, percepção visual das reações não verbais da outra pessoa (como é possível por teleconferência) o processo comunicativo não é tão dinâmico. E as dúvidas por vezes demoram mais a serem sanadas, os consensos a serem estabelecidos, e as divergências a ficarem claras. Contudo, de modo algum será ruim fazer “por cartas”, se isso for para tornar mais democrático o acesso à discussão e, consequentemente, o avanço coletivo da mesma.


1.3 Livre acesso ao uso deste roteiro


No mais, resta explicitar minha posição de que, uma vez que esta página está online, qualquer pessoa interessada que chegue até ela (por busca com os parâmetros contemplados) certamente é livre para utilizar-se dos materiais disponíveis, como bem entender. Desejando seguir a ordem do roteiro ou não. Tendo, ou não, a inciativa de entrar em dialogo comigo ou com outras pessoas sobre os temas contemplados. Apenas não estou disponível para me comprometer com diálogos em propostas que discrepem demais da feita aqui, sobretudo do ponto de vista epistemológico e teórico em psicologia. No mais, prossigamos nossos caminhos.

Achilles, Umuarama-PR, 01.02.2020

2 Roteiro para estudos “do geral para o específico”


2.1 Estudos gerais sobre a personalidade consciente, sua origem social, dinâmica e estrutura.









Daqui, posteriormente, se passará ao estudo da periodização geral do desenvolvimento da personalidade consciente com apoio dos textos: (1) primeiro da segunda parte do Tomo IV das “Obras reunidas em seis tomos”; (2) e depois da primeira parte do Tomo IV das “Obras reunidas em seis tomos”. A inversão da ordem é proposital, pois a segunda parte trata do desenvolvimento no nascimento aos sete anos; enquanto a segunda trata da adolescência ou “idade de transição”. A “idade escolar” não é abordada diretamente nesse volume, mas temos outros materiais do autor para cobrir tal período. Porém, nesse momento, é melhor passarmos à parte 2.2 do presente roteiro, para não perdermos a articulação geral entre seus tópicos.



2.2  O problema do diagnóstico em pedologia e sua contribuição para a prática social psicoterapêutica.



Como o texto “2.2.b” já é bastante complexo e longo. Será suficiente para o momento. Podemos definir outras leituras sobre o processo de diagnóstico mais adiante, mas nesse sugiro passar agora à parte 2.3 do presente roteiro, para não perdermos a articulação geral entre seus tópicos.





2.3 Situações limite na vida humana e sua contribuição para a compreensão da existência social em geral.










3 Referências



tx_2.1.a  Delari Jr., A. (2019/2020) Seção II. Relações sociais e dinâmica da personalidade (não concluído) . Umuarama-PR. 9 p. Disponível em: www.estmir.net/tx_2.1.a.pdf [voltar]


tx_2.1.b  Vygotski, L. S. (1931/2000) Conclusiones. Futuras vías de investigación. Desarrollo de la personalidad del niño y de su concepción del mundo [capítulo 15]. In: ______. Obras escogidas. Tomo III. Problemas del desarrollo de la psique. 2. ed. Madrid: Visor. p. 327-340. [voltar]


tx_2.1.c Vygotski, L. S. (1931/2006) Capítulo 16. Dinámica y estructura de la personalidad del adolescente. In: ______. Obras escogidas. Tomo IV. Psicología infantil. Problemas del desarrollo de la psique. 2. ed. Madrid: Machado Libros. p. 225-248. [voltar]


tx_2.1.d  Vigotski, L. S. (1929/2000) Manuscrito de 1929 [Psicologia Concreta do Homem]. In: Educação & Sociedade, ano XXI, no 71, Julho/00. p. 21- 44. [voltar]


tx_2.2.a Delari Jr., A. (2010/2020) Alguns requisitos para uma avaliação psicológica de orientação vigotskiana. Umuarama-PR. n p. {em breve} disponível em: www.estmir.net/tx_2.2.a.pdf [voltar]


tx_2.2.b Vygotski, L. S. (1931/1997) Diagnostico del desarrollo y clínica paidológica de la infancia difícil. In: ______. Obras escogidas. Tomo V. Fundamentos de defectología. p. 275-338. [voltar]


tx_2.3.a Delari Jr., A. (2017/2020) Personalidade e sofrimento psíquico [compilação de citações com breves comentários]. Curitiba e Umuarama-PR. 

23 p. [voltar]


tx_2.3.b Vigotski, L. S. (1934/1987) El problema del desarrolho y la disolución de las funciones psíquicas superiores. In: ______. Historia del desarrollo de las funciones psíquicas superiores. Havana: Ministerio de Cultura y Editorial Cientifico-Tecnica. p. 189-204. [voltar] {em breve}


tx_2.3.c Vigotski, L. S. (1933/2020) Psicologia da esquizofrenia. Tradução do inglês para fins didáticos. Umuarama-PR. 9 p. Disponível em: www.estmir.net/lsv_1933_psi-sqz.pdf [voltar]


tx_2.3.d Vigotski, L. S. (1931/2020) Pensamento na esquizofrenia. Tradução para fins didáticos. Umuarama-PR. 21 p. Disponível em: www.estmir.net/lsv_1931_pns-sqz.pdf [voltar]


tx_2.3.e Vigotski, L. S. (1933/2000) Demência na doença de Pick. Résumé. Tradução para fins didáticos. Ed. bilíngue russo-português. Umuarama-PR. 3 p.  [voltar] {em breve}



*   *   *